Literatura de Cordel
www.projetocordel.com.br


O Conselho de Duas Mulheres
Para Uma Amiga Que Vai Se Casar


Autora: Magna Consuêlo Vieira de Medeiros
Revisão: Francisco Diniz

Hoje eu vim falar aqui
De uma moça que vai casar
Com certeza muito em breve
Senhora vai se tornar
Se quiser você imagine
O que ela vai levar

A história de Corina
Conheci tempos atrás
A imagem que ficou
Foi de uma pessoa capaz
De conseguir o que quer
Pois só muito a satisfaz

Enfrentou tempo difícil
Pra estudar na faculdade
Bem pertinho de Recife
Acho que não tem saudade
Pois as vezes de carona
Enfrentava tempestade

Para poder se formar
Arriscava sua vida
Precisava viajar
Com gente desconhecida
Mesmo assim enxergava o mundo
Com ar de agradecida
01

Corina tem um perfil
Muito fácil de traçar
Ela é criteriosa
Ao ouvir e ao falar
Ela diz que tagarela
Tem o hábito de errar

Por isso ela é discreta
Vou dizer, pode apostar
E portanto este mico
Não costuma pagar
Quando você a conhecer
Depressa vai comprovar

Quem não conhece Corina
Convido pra conhecer
Venha ao Clube de Mulheres
Chamado "Boca Godê"
Lá não se fala em talheres
Temos mais o que fazer

A sede do nosso clube
Tem pouquíssimas condições
Mas discutem-se problemas
Todas dão opiniões
Como lidar dia-a-dia
Com seus maridos machões
02

Este clube é engraçado
Corina bem que se enquadra
Pois aqui há ensinamento
De coisa simples e rara
De quem tem experiência
Pra aquela que não casara

No Clube Boca Godê
Sempre tem uma cachacinha,
Toma-se uma catuaba
Com frango à passarinha
E a conversa só acaba
Quando chega a noitinha

Corina bebe catuaba
Com ela ninguém vai não
Seu noivo que se prepare
Para agüentar o rojão
Pois quem toma essa bebida
Não tem indisposição

Ela quando se casar
Será rica em teoria
Mas a prática do negócio
Virá com o dia-a-dia
Nunca deixe o casamento
Cair na monotonia
03

Se tiver alguma dúvida
Não hesite em procurar
Cássia e Magna são amigas
E gostam de ajudar
Sabem tanto enxerimento
Têm muito o que ensinar

Pois não queiram imaginar
Elas dão cada lição
Na faculdade da vida
Não lhes falta uma função
Elas tão se preparando
Para a pós-graduação

O ensinamento inicial
Preste atenção agora:
No início do casamento
Serás apenas senhora
Uma pessoa recatada
Mas com uma vontade da hora

Muito pura e ingênua
Portando-se feito dama
Que no ato inicial
Tímida, deita na cama
E esse período, confesso
É só o início da trama

Trama mesmo minha amiga
É quando for para o chão
Pro banheiro, pro quintal,
Para cima do fogão,
Quando subir na escada
Ou ele amarrar sua mão;
04

Quando fechar sua boca
Imprensando os pulmões;
Ao segurar seus cabelos
Dando-lhe uns beliscões
E também umas mordidinhas
Ou pequenos arranhões.

Você não sente nem dor
Vai mesmo é se emocionar
E ele ao tapar sua visão
Talvez não consigas falar
Mas certamente dizer
Olha, como é bom casar!

O melhor do casamento
São os pequenos hematomas
Isto prova que a noite
Foi uma pequena Sodoma
Porém, tome o cuidado
Para não entrar em coma

Tome muita vitamina
Duas horas antes do amor
Noutro dia vais dizer
Ontem o cancão piou
Mas o que aconteceu mesmo
É que o bicho pegou

Quando você se casar
O vocabulário vai crescer
Uma série de expressões
Passarás logo a dizer:
Carro de mão, frango assado
Esse é difícil esquecer;
05

Meia nove e banho de gato
Ele vai querer fazer
E atiçar suas fantasias
Nos momentos de prazer
Chamando, - bem vem agora
Uma horta conhecer.

Corina, também se prepare
Pro jogo da sedução
Nesse momento as mulheres
Têm todas armas na mão
O cabra canta ou late,
E roda como pião;

Mia parecendo gato
Acha graça à prestação
Esquece da sua família,
Dos amigos, do patrão
Rapidamente o quarto
Fica uma grande animação.

E quando o quarto se anima
O mundo acaba lá fora
E ai daquele atrevido
Que vier a qualquer hora
Em sua porta bater
Depressa "cê" vai dizer
Sai daqui peste, vai embora.
06

Pegue um cabo de vassoura
No caso dele insistir
Diga que está ocupada
Que agora não vai sair
Devido uma dor de cabeça
Ou melhor, grande enxaqueca
Vai tomar umas gotas e dormir

Isso é o que aconselhamos
Corra pro quarto ligeiro
E vá logo pra desforra
Esqueça do mundo inteiro
Mas é importante lembrar:
Você deve aproveitar
Pois o bom é passageiro

Não perca tempo amiga
Queremos lhe informar
A felicidade só vem
Quando a gente vai buscar
E aproveite do seu bem
O melhor ele vai dar

Ou seja, muito carinho
Mas não deixe-o ficar só
Na praia e nem num bar
Depois agradeça a Jó
Por você não se encontrar
No diabo do caritó
07

Aprenda a compartilhar
Também os assuntos sérios
Eles vão aparecer
Isso não é um mistério
Seja autêntica e racional
Não cometa despautério

Use direito a cabeça
É fácil de entender
E se encarregue depressa
Dos problemas resolver
Pois se a gente não os supera
A tendência é só crescer

Agora o seu dia-a-dia
Será uma vida a dois
Aproveite o presente
Igual bem-te-vi no arroz
Esteja sempre sorridente
Mas antes do expediente
Marque outro pra depois

Esta é uma homenagem
De quem aqui só fica
Torcendo por seu sucesso:
Seja feliz e bem rica
No mais, tenha o amor
E de quebra muita paz!
08

FIM

.................................................................................
Site na internet: www.projetocordel.com.br
E-mail: literaturadecordel@bol.com.br
   Oi - 83 8862-8587   /   Tim - 83 9927-1412