A CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS DE CARIDADE
DE NOSSA SENHORA MÃE DE MISERICÓRDIA



LITERATURA DE CORDEL

Autores:
Antônio Héliton de Santana
Francisco Diniz
Santa Rita-PB, 24/11/2003.
__________________________________________________


Seguindo os passos firmes
Dedicados à oração
Relembrando o fundador,
Pregando a compaixão,
Sopro divino, amor,
Por toda a vida, a missão.

Pra servir à juventude
Pelo rei abandonada
Irmãs de Misericórdia
Congregação foi criada
Por Dom Jwijsen, na Holanda
Por Maria amadrinhada.

Pouco a pouco as irmãs
Se espalham pelo mundo
Servir a quem necessita
Sem esquecer um segundo
Misericórdia, amor
Feito ação, é fecundo.

Vieram para o Brasil
Escolheram o Nordeste
Ajudar na redenção
Da gente - Cabras da Peste
Gente pobre, destemida
E de fé em Jesus Mestre.
1

Em Campina, Santa Rita,
Ipitanga, Gurinhém,
Cabedelo e Bayeux,
Pedras de Fogo, também
São Miguel e Livramento,
As irmãs fazendo o bem.

Saúde e catequese,
E também educação,
A formação para todos,
Além muita informação
Para atender Jesus Cristo
São serviços ao povão.

Cuidado com a família,
Com o vocacionado,
Com preso, mulher, menor,
Com professor, um bocado,
Também com canavieiro
E o agricultor coitado.

Com a criação da CEB's
É cuidado pra valer
Escutar o nosso povo
Passou a ser um dever
Cada beneficiado
Tem muito mais a dizer.
2

Como irmãs foram chamadas,
Viver na simplicidade,
Testemunhando Jesus
Com amor e fraternidade,
Partilhando e na luta
Pra suprir a necessidade.

A colheita já se faz
Os frutos aqui estão,
As parteiras e agentes
De saúde, um listão,
A vida é mais sadia
E conscientização.

Menores e prostitutas
Muitos já recuperados;
Há mais saber escolar,
O povo organizado.
"Meus direitos" - grita ele -
Até ser recompensado.

As CEB's em movimento,
Celebração e partilha
A lutar pelos direitos,
É uma estrela que brilha,
É a igreja dos pobres
Construindo sua trilha.
3

Oração e vida nova:
Consciência da missão;
Compromisso social:
Entrar na Congregação,
O povo e irmãs juntos
Fazendo a libertação.

As irmãs bem aprenderam
E ao chegarem ao Brasil,
Aos poucos abrem os olhos
As lições são mais de mil,
Viver em comunidade,
Ajudar a todo o servil.

Mais oração pessoal,
Até mais contemplação,
Entender mais a pobreza
E o Cristo, nosso irmão,
Para seguir bem melhor
O Mestre da salvação.

Aprender a seguir juntas
Com outras Congregações,
A ter jeito brasileiro
Em rezas e em ações,
Conviver bem com o povo,
Aprender suas lições.
4

Estar junto ao humilde,
Fazer muita amizade,
Anunciar com mais força
Jesus Cristo, a verdade,
Com ação, com testemunho,
Com luta, mas com bondade.

Confiar nas brasileiras,
Irmãs da Congregação,
Caminhar em igualdade,
Em vida de comunhão,
Sendo exemplo do sonho
Do que é libertação.

Para tudo acontecer
O espírito foi o guia,
A igreja, as irmãs,
Também Dom José Maria
O povo e os estudos,
Insistência dia-a-dia.

Nem sempre foi mar de rosas,
A língua se fez barreira,
O atraso no horário,
O jeito de estrangeira,
Perseguição do governo,
A lista não está inteira.
5

O povo desconfiado,
Mas houve superação,
Em toda dificuldade
Encontra-se a solução,
E com fé em Jesus Cristo
Temos a libertação.

Obrigado às irmãs
Madalena, Mariana,
Rosa, Petri e Laurência,
Jacobe, Maria Ana,
Albertina, Frederica,
Cad'uma mais bacana.

Andréa, Gerda e Michele,
Gáudia, Laura e Serafina,
Terezinha e Aurélia
- Todas, gente muito fina -
Laeta, Cecília, Maria,
Sol que a todas ilumina.

Maria José, Matilde,
Tarcisa, Úrsula, Mel,
Por tanta dedicação
Pra elas tiro o chapéu
Pelo bem feito ao povo
Todas merecem o céu.
6

Obrigado às brasileiras
Irmãs Dalva, Cláudia e Graça
Às noviças: Iolanda,
Ana Lúcia, quanta raça
Também à noviça Paula,
Deus, os seus caminhos traça.

Se foi esquecido alguém
Aqui nesta relação
Pela falha nós pedimos
Sinceramente, perdão,
Mas por Deus serão lembradas
Pela colaboração.

As irmãs diariamente
Lutarão sem destemor
Pela criança ou idoso,
Junto ao trabalhador,
Pra reduzir as agruras
Causadas por desamor.

Pois esta Congregação
Das Irmãs de Caridade

Irmãs de Nossa Senhora
Plena, de pura bondade,
A Mãe de Misericórdia,
Sempre prega a concórdia
E o fim da hostilidade.
7

Com fé nós pedimos luz
Paz, tal como no além
Coragem e caridade,
À frente, Deus nosso bem
Expondo a doce mensagem
Bendita e pra sempre, amém.

Contigo vamos além
Senhor do desesperado
Pois juntas, não vamos sós
E com Cristo, o filho amado
Tudo nós superaremos,
O projeto é consagrado.

Oh Mãe amada, imponente,
Para sempre bem querida,
Dá-nos a graça: saber
Que seremos escolhidas
Pra ajudar aos irmãos pobres
Que buscam uma melhor vida!

Patrona Mãe de bondade,
Fina flor, bela semente,
Que és a simplicidade,
O esplendor do amor presente
Ensina-nos sempre a amar
A nossa sofrida gente.
8
FIM

..............................................................................................................................
Site na internet: www.projetocordel.com.br
E-mail: literaturadecordel@bol.com.br
   Oi - 83 8862-8587   /   Tim - 83 9927-1412