Tudo o que hoje procuro
Chama-se sabedoria,
Para fazer um cordel
Ou música com poesia,
Pra saber ganhar dinheiro,
Pra ser dócil o tempo inteiro,
Para vir o que nunca via.

Pra ter calma nos momentos
Difíceis de enfrentar,
Pra sorrir quando a vontade
É somente de chorar,
Pra tratar com educação
- Com uma bela ação -
Quem merece se odiar.

Para nunca alegar
Um favor um dia feito,
Pra não enxergar no outro
Apenas o que é defeito,
Pra não ser contraditório,
Muito menos falatório,
Mas fazer sempre o direito.
1

Pra usar bem as finanças
E não comprar adoidado
Em nome do consumismo
Pra não ser um endividado,
Saber economizar,
Ter só o que puder pagar,
Como não faz o amostrado.

Quero a sabedoria
Pra usar bem a razão,
Falar menos, ouvir mais
E tomar a decisão
Coerente, acertada
Sem que seja descartada
A prática com emoção.

Desejo-a para aprender
Cada dia um pouco mais,
Conquistar a disciplina
Como tem quem muito faz,
Manter sempre o foco, a meta
E uma vida correta
Que orgulha e satisfaz.
2

Pra usar o conhecimento
Com o fim de ajudar,
Para adquirir saúde,
Dividir mais que ensinar,
Ser estímulo, ser presente,
Humilde, inteligente
E aprender a tolerar.

Ser gentil, ter paciência,
A todos surpreender
Com atitudes serenas
Quando o esperado é ter
Um agir com grosseria,
Igualmente como agia
Quem muito causou sofrer.

Pra desejar menos coisas
Nunca ser um arrogante,
Reconhecer a ação
Do outro a todo instante,
Escolher com sensatez,
Reagir com polidez,
Seguir sempre confiante.
3

Ter coragem pra pedir
Desculpas quando preciso,
Pois ninguém é ser perfeito
Nem mesmo quando o sorriso
Embeleza todo o rosto,
Às vezes damos desgosto,
Tal como o indeciso.

Sempre é recomendado
Nunca se precipitar,
Responder com parcimônia,
Também saber esperar,
Mas ter iniciativa
Mesmo que a perspectiva
Procure desanimar.

Que insistamos prosseguir,
Bem longe da contramão,
Mantendo a distância certa
Em toda ocasião
De quem pode nos causar
Infortúnio ou mal-estar,
Urge muita atenção,
4

Bem como ter gratidão,
Sem ser um bajulador,
Ser crítico e discordar
Quando ou se preciso for,
Mas sem ser deselegante,
Grotesco ou petulante,
Ser grato é gesto de amor!

Ser sábio é chegar ao cume
Da plena educação,
Que alcança quem tem estudo
Ou quem não tem a noção
Do que é lido ou escrito,
Mas sabe tomar bonito
Sempre a melhor decisão,

E também não desperdiça
Os recursos naturais
Nem aquilo que a maioria
Do povo já não quer mais,
O sábio reaproveita,
Recicla, reduz, ajeita
Todos bens materiais.
5

Usa da docilidade,
Mas fica indignado
Com todas as injustiças
E nunca fica calado,
É contra a violência,
Denuncia com freqüência
Tudo o que estiver errado,

Porém usa a discrição
Para não aparecer
Mais do que o necessário,
Pra não se comprometer,
Afinal, a reação
De quem faz malfeito não
É possível se prever.

Sabedoria existe
Em quem tem religião,
Em quem não tem fé em Deus,
Desde que sua ação
Conjugue o verbo amar,
Explicite o cuidar
De todo e qualquer irmão.
6

Pois não adianta fé,
Ir pra igreja rezar,
Vestir-se de um cordeiro
E viver a humilhar,
Maltratando a pobreza
Ou ostentando riqueza
Sem querer o mundo mudar.

Pouco importa a reza
Se ela não for vinculada
A fazer o bem aqui
À gente necessitada
Ou se não se aceita bem
Outra crença que o irmão tem
Ou se este não crê em nada.

Da mesma forma é fútil
A demonstração de riqueza
Parida na corrução,
Que esnoba da pobreza
Por quem se acha sabido,
Na verdade este é sofrido,
Pois não sabe o que é grandeza.
7

Vemos lampejos no mundo
Do que é sabedoria,
Por outro lado existe
Uma grande hipocrisia
Na prática de muita gente,
Quase sempre diferente
De uma bela teoria...

Gente que fuma e se droga,
Que dá calote, que mente,
Come e bebe em demasia,
Do amigo vive ausente,
Age com corrupção,
E haja contradição!
Sabedoria é somente:

Sinônimo de experiência,
Uma irmã da humildade,
Argumento de um ser
Que luta por igualdade,
Por respeito, por amor,
Contra a tirania e dor
Que afetam a humanidade.
8
Fim

Francisco Diniz

João Pessoa-PB
Cordel escrito entre 02 de junho/2015 e 27 de julho de 2015.

_________________________________________
Site: www.projetocordel.com.br
E-mail: literaturadecordel@bol.com.br